domingo, 7 de fevereiro de 2010

Bocão

Eu tenho muito que agradecer à Angelina Jolie. Tá, eu sei que começar o texto com essa frase, fora de contexto, fica muito sem sentido. Mas é a mais pura verdade. Foi ela que botou os lábios carnudos na moda e fez com que o meu complexo diminuísse substancialmente.

Sim, pode-se dizer que a Angelina me poupou algumas centenas de euros em terapia, só por aparecer com o bocão e se orgulhar disso.

É que talvez vocês não saibam, mas desde sempre eu morria de vergonha da minha boca. Até porque eu me identificava muito com o boneco da gelatina Royal, o Bocão. Das poucas vezes que experimentei botar um baton vermelho, sempre me senti o clone do Bozo. Ou então aquelas menininhas que aos oito anos resolvem experimentar o baton da mãe. Portanto sempre usei tons discretos ou então o belo do gloss que deixa a gente com o ar de que comeu uma galnha gordurosa.

E tem aquela coisa que homem costuma detestar baton. Não porque eles acham feio na gente, mas porque eles acham feio neles. Aí resolvi aproveitar a minha solterice e meio que por brincadeira, um dia resolvi assumir o bocão. Passei o tom mais vermelho que encontrei na loja e saí. Porque às vezes eu gosto de botar uma coisa bem diferente do que eu costumo usar. Sei lá, mania de quebrar os meu tabus pra mim mesma.

Enfim, timdamente lá fui eu passear o bocão vermelho. E, ao que parece, se combinado com uma certa personalidade (sim, porque boca de pin up precisa de personalidade a condizer) o negócio faz o maior sucesso.

Aí adoptei o visual vermelhão. O problema é que só que, quando a noite corre bem e rola um bofescândalo, o resultado é meio desastroso. Porque normalmente a cara de fim de noite dos dois é mais ou menos essa aqui:

2 comentários:

Jana disse...

Muuuuuuuuuuuuuito bons!!! O texto e o batom vermelho, que também não tenho coragem de usar, porque parece que estou indo ao circo (apresentar-me como palhaça!!!)... rs... rs... Mas tenho amigas que ficam liiiiiiiiiiiiindas com ele... Oh inveja!!! rs... rs...
Beijos.

Rafiki disse...

Um viva aos lábios carnudos. Eu mesmo não gosto de batom, mas é belo de se ver em uma mulher.