sexta-feira, 18 de março de 2011

Coisas de mulher

Eu morro de inveja de gente que acorda cedo. Eu fico até o último minuto na cama, enrolada nos lençóis adiando eternamente o despertador por mais 5 minutos, até ter que acordar em sobressalto porque já passou da hora.

Acho o máximo aquela gente que chega no trabalho toda bonitinha, maquiada e com o ar mais fresco e belo do mundo. E eu? Descabelada, com cara de ontem e com a primeira roupa que eu vi no armário. Por isso é que eu uso sempre as mesmas coisas. Eu sujo, lavo, ponho por cima da pilha de roupa limpa. Depois só visto aquilo.

De vez em quando eu resolvo fazer umas escavações arqueológicas no meu armário. Abro acampamento, e entre as roupas de todos os dias encontro peças do período paleolítico.

Aí é razão para comemorar. Hora de se produzir para comemorar a roupa recém descober e que - felicidade! - ainda cabe.

A minha maquiagem é muito simples. Não abdico de blush, lápis de olho e corretor de olheiras. Depois uma sombra para os olhos, normalmente em tons de dourado, e o rímel. Gente, eu acho que rimel não faz a menor diferença. Ou talvez seja que eu só tenho rímel vagabundo, sei lá. Mas eu passo porque foi assim que mamãe ensinou.

Por fim, a "Pièce de résistance": o delineador preto. Sou apaixonada por olhos bem pretos desde que teve aquela novela, O Clone. A Jade tinha os olhos super carregados e eu sempre achei isso o máximo. Mas entre achar o máximo e conseguir reproduzir isso em mim se passaram uns anos.

Só ano passado eu aprendi a passar o delineador sem parecer que uma criança de três anos andou brincando com tinta guache na minha cara. Mas agora eu saio felizona, de olho pretão e miacabo na noite.

É... eu também morro de inveja de quem chega em casa às tantas da manhã e vai tirar a maquiagem. Eu só vou dormir. No dia seguinte eu acordo, vou escovar os dentes... E é mais ou menos essa cara que me olha de volta no espelho:

5 comentários:

Kell Alves disse...

Own a cara é tão fofa!
Adoraria dormir de maquiagem naqueles dias em q acertar a porta de casa já é uma vitória mas, fazer isso é firmar contrato com a acne no dia seguinte.

Kell Alves disse...

Fiquei toda, toda quando vi meu blog (meu blog!) no seu blogroll.
Tb tenho observado tuas visitinhas (ainda q anônimas) por lá.
Totalmente grata.

Dona Cor disse...

'Dormi de rimel acordei um panda', também sou bem assim. Tenho uma amiga chique de doer benhê, ela é a produção em pessoa, um escandalo. Mas quando eu lembro do tempo que ela passa p ficar daquele jeito, abandono tdo e saiu 'a la eu mesma' rs.

Beijinhos =*

Dona Cor disse...

'Dormi de rimel acordei um panda', também sou bem assim. Tenho uma amiga chique de doer benhê, ela é a produção em pessoa, um escandalo. Mas quando eu lembro do tempo que ela passa p ficar daquele jeito, abandono tdo e saiu 'a la eu mesma' rs.

Beijinhos =*

Larissa Bohnenberger disse...

Hahahahahahahahahahahahahahahahah!

Somos iguais nisso! Minha mãe enche o meu saco porque eu uso sempre as mesmas roupas para ir trabalhar... mas é que ela não entende que não dá tempo de escolher. É esticar o braço, pegar a primeira coisa que aparecer e vestir.

E a história de tirar maquiagem então? Meus colegas sabem bem quando eu vou pra esbórnia. No dia seguinte apareço com os resquícios de maquiagem mais grosseiros do mundo. Uma época eu tinha uns lencinhos demaquilantes da natura, que já saíram de linha, deixava-os na cabeceira. Aí sim, eu deitava no escuro e me esfregava aquilo na cara até achar que tava bom. No dia seguinte é que eu via a maravilha de arte moderna que eu tinha feito.

Bjs!