sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Não nos analise

Por favor, não me analise!
- Eu não quero um Freud do meu lado.
Não fique procurando cada ponto fraco meu.
- Eu não quero me sentir no divã quando estiver com você.
Se ninguém resiste a uma análise profunda,
- Sim, porque você também não gostaria que eu esmiuçasse cada coisa que você diz.
Quanto mais eu...
- Não gosto dessas tuas conclusões precipitadas sobre mim.
Ciumento, exigente, inseguro, carente
- Eu conheço os meus defeitos
Todo cheio de marcas que a vida deixou
- E você devia saber que cada um tem a sua história.
Vejo em cada grito de exigência
- Não gosto do teu olho clínico.
Um pedido de carência, um pedido de amor.
- Você sabe que eu não sou assim.
Amor é síntese
- Eu só sei te amar como um todo.
É uma integração de dados
- Te amar por inteiro.
Não há que tirar nem pôr
- Porque cada um tem o seu jeito.
Não me corte em fatias
- Não tente me botar um rótulo, encontrar uma definição para mim.
Ninguém consegue abraçar um pedaço
- Eu sou uma só que é muitas.
Me envolva todo em seus braços
- Se preocupe em me amar, não em me entender.

E eu serei o perfeito amor.

12 comentários:

slim shady disse...

Belo texto,nota-se que você tem bastante amar pra dar.hehe.

abraço !


http://cinemaafinseumadosedewhiskey.blogspot.com/

Psicopata disse...

mto bom o post!
mas eh mto amor hein?!! eheh
bjo

Everaldo Ygor disse...

Belo Post!
Amar é assim, intenso demais... Belo e surreal ao ponto da criação... Criar, poemas, prosas e viver...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Eu e Ela disse...

Amor nada pede, mada exige.
Gostei muito do texto.
Ou se ama ou não se ama.
dizer "eu te amo, mas você podia.."
acaba com qualquer amor.
Bjs

Kemp disse...

Se preocupe em me amar, não em me entender.

Adorei!!!!!!!!!

PEDRO MENEZES disse...

Adorei o post!!! Tu estás de parabéns pela qualidade dos teus argumentos. É muito interessante ver a maneira com que tu defende as tuas idéias... PARABÉNS! =)

Lucas disse...

Bem pé no chão hein...

O Enxadrista disse...

Ih, não vá me dizer que vc fez o mesmo que eu e se apaixonou por um psicólogo (observação importante: eu me apaixonei por uma psicólogA =P).

De qualquer forma, gostei do texto Seria uma música comentada?

Olly disse...

Oi Ana, aqui é a Bruna. Adorei seus textos, e dá uma passadinha no meu blog pois tenho um post sobre coisas que realmente me irritam. Vai lá conferir e veja se vc se identifica.
bj

carol disse...

adorei a tua interpretação do quintana.
linda e, por que não dizer, profunda.


pena que, por aqui, amores andam a uma mortal distância...

beijo

Lucas disse...

Belo post, idem ao blog!

Johnny disse...

Eu sou um homem estranho: eu gosto de discutir a relação. o.O Será que eu tenho algum problema?