terça-feira, 9 de setembro de 2008

Dois pecados num post só

Hoje vou fazer uma confissão: eu morro de inveja das pessoas que correm na praia e praticam esportes ao ar livre. Sério!

É porque no fundo eu acho o máximo essa gente que tem auto-disciplina suficiente para se obrigar a praticar exercício. Eu não sou nada assim. Antes de me inscrever no jiu jitsu eu comprei uns patins em linha, para ir andar na ciclovia. Nas duas primeiras semanas foi divertido. Até levei os meus irmãos e tudo. Mas foi só fogo de palha.

Cheguei a pegar uma bicicleta ergométrica emprestada da minha mãe. Essa bicicleta tinha virado cabide na casa dela e, em semana e meia, também virou cabide aqui.

Não adianta, eu não consigo ter força de vontade para manter o ritmo de exercício sem ninguém mandando em mim. Por isso eu tenho que fazer um esporte de grupo. E mesmo no jiu jitsu eu enrolo pra caramba. Se é segunda-feira eu reclamo que o professor tem que pegar leve porque ainda tenho uma semana inteira de trabalho pela frente. Na quarta, eu reclamo que é meio da semana e dá preguiça. Já na sexta a desculpa para a "embromation" é que eu tenho cansaço acumulado.

Outro dia eu dei a desculpa mais esfarrapada do mundo para não fazer flexões:

- Ah, Kiko... É que peito é gordura e, se flexão acaba com a gordura no peito, eu que já não tenho muito vou ficar sem nada!!!

Como o professor viu que eu sou um caso perdido no que toca às desculpas, ele adoptou uma estratégia diferente. Resolveu criar o ódio da turma contra o meu ser pachorrento. Agora, por cada flexão que eu não fizer, o pessoal tem que fazer mais 10.

Acho que não vou fazer muitos amigos desse jeito...

7 comentários:

MaxReinert disse...

.... pior que eu sou do mesmo jeito...Já comecei e parei de fazer musculação trocentas vezes... sempre me dá muiiita preguiça!!


PS: Patins de linha é óóótimo!!!!

Patrycia disse...

Humm... Parece que essa é a função básica de toda bicilceta/esteira...

Também acho máximo atoda aquela geração saúde, mas quando começo a lembrar dos exercícios, todo mundo suando, correndo de um lado para o outro... ufa! Já fiquei cansada, quero mais não! rsrs

Gilgomex™ disse...

Pelo menos vc tenta... eu já desisti de qualquert tipo de exercício mais pesado que fazer uma caminhada da minha casa pro trabalho (uma quadra e meia)

Marcos Costa Melo disse...

Eu sofro do mesmo mal, já perdi as contas de quantas vezes comecei a caminhar como exercício, por exemplo.

Queria ser desses que acordam 5 horas da manhã, saem para correr em frente ao mar ou vão para a academia e chegam ao trabalho revigorados.

Não consigo. Levantar da cama sem tropeçar já é um grande exercício para mim.

abs

BRUNO LEONARDO disse...

Oi,linda
Pelo jeito "ainda somos os mesmos...como nossos pais!!"
Já iniciei as tais caminhadas umas 456328965 vezes,mas logo invento uma desculpa!!Esteira nem pensar..comprei e acabei vendendo porque virou peça de decoração..
A estratégia do seu professor,talvez funcione...pra mim não,pq não conseguiria ir até ele..rsrs

beijão

Larissa Bohnenberger disse...

Ahahahahahahahahahah!
Não, acho que não mesmo!
Eu adoro fazer exercício! Verdade! O problema é que, como o meu pecado capital é a preguiça, volta e meia eu fico arranjando desculpas pra não ir. Mas eu aprendi uma coisa: se eu me forço a ir malhar quando estou com preguiça, nunca me arrependo... se eu me deixo sucumbir por ela, sim!
Bjs!

Dedinhos Nervosos disse...

hahahahha

Que sacanagem, heim?! Parece filme de exército. Mas acho que tá dando resultado, né?

Eu tb sou assim, quando depende da minha força de vontade para malhar, eu não malho. Mas semana q vem, vou me matricular numa academia e pronto. Chega dessa vida de moleza (torça por mim rs).

Bjos!