segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Mandando Recado

Não. Você já não faz parte da minha vida. E é assim porque você quis. Eu bem que pedi para você ficar. Mais do que uma vez. Mas não...! Você saiu batendo a porta com o seu jeito altivo e exigente.

Por isso eu não te aceito de volta. Não aceito que você apareça do nada, como se eu tivesse que ficar em “stand-by” à tua espera. A vida passa, as pessoas passam. E você passou. Lamento, mas eu não tenho um botão de pausa e nem você tem o controle remoto da minha vida.

Não aceito os teus ciúmes, o teu remorso, muito menos o teu carinho. Não aceito que você venha bagunçar a minha paz conseguida a duras penas.

O nosso rolo, pretenso namoro ou amizade não estão e nem vão voltar ao ponto exacto onde você deixou. Não dá para retomar tudo como se você nunca tivesse dito “adeus”. Não é assim que funciona.

E, se quiser entrar de novo na minha vida, tem que ser pra valer. Já chega de fazer “test-drive” comigo.

3 comentários:

MaxReinert disse...

Precisa...
Direto ao ponto!
Sou teu fã!

Ellen Regina disse...

quem dera todas as mulheres fossem dignas a esse ponto...

Patrycia. Muito prazer! disse...

Oi, Ana! Depois de um tempinho "off line", eis-me aqui novamente.

Queria ter essa força. Claro! Consigo fazer isso, sim, mas só quandor ealmente passou. se ainda sinto algo, não tenho essa determinação. Falta de amor próprio? Talvez... O fato é que simplesmente não consigo dizer não se meu coração diz sim. Que m...