sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Amigos do peito

Meus queridos,

É com muita tristeza que escrevo essa carta, depois de vocês terem me abandonado.

Nós já nos conhecíamos há um tempinho e eu adorei todos os momentos que passamos juntos. Sem dúvidas vocês me trouxeram muitas alegrias. Eu sabia que vocês estavam lá por mim, em todos os momentos, porém nunca tomei vocês como garantidos. Não quero que pensem que eu não vos dava o merecido valor!

Ainda assim, e de maneira abrupta, vocês decidiram que era chegada a hora de me deixar. Fizeram-no da noite para o dia, sem aviso prévio e sem sequer escrever um bilhetinho de despedida. Achei isso muito injusto porque eu sempre tratei vocês com o maior carinho.

Não sei se terá sido por causa da ginástica. Eu sempre ouvi falar que existiam uns homens ciumentos que largavam as respectivas mulheres quando elas começavam a ficar gostosonas. Medo de levar um chifre, entendem? Mas sempre pensei que isso fosse coisa de meninos inseguros e imaturos. Aí, toma! Vocês e resolvem fazer a mesma coisa comigo.

Estou muito desolada. Não era nada disso que eu queria, meninos. Eu nunca menosprezei a nossa relação e jamais iria pensar em trocar vocês por outros. Creio que vocês interpretaram mal as minhas palavras e partiram sem me dar chance me explicar.

Vejam bem: Quando eu dizia que queria emagrecer e perder gordura localizada eu estava me referindo às áreas do quadril, pernas e abdómen.

Vocês, meus queridos peitos, tinham toda a liberdade do mundo para permanecer onde estavam: lindos, roliços e cheinhos alegrando o meu decote!

Espero que essa carta encontre vocês bem e felizes. No entanto, antes de me despedir, gostaria de fazer um último apelo. Se quiserem voltar, o espaço de vocês no meu coração e sutiã estará sempre garantido.

Com amor,

An@Lu

3 comentários:

Ana Júlia disse...

ai q raiva... os ditos cujos vão embora ao menor sinal de emagrecimento...

Lari Reis disse...

HAHAHA, adorei!

Estava aqui, me identificando com a situação e pensando "por que certos amigos nos abandonam, né?".
Mas adorei o texto, super divertido!

Larissa Bohnenberger disse...

Huahuahuahauhauahuahua! Ai, Ana, só entende quem já passou por isso! Mais ainda quem passa por isso sempre. Eu sou a rainha do engorda e emagrece. Passei 19 anos da minha vida sendo magra gostosa, porém despeitada. E então comecei a engordar, engordar, engordar. Hoje devo estar pesando algumas toneladas. Não fico satisfeita com o tamanho da barriga, das coxas, da bunda. Mas olho pros meus peitos e sorrio feliz. Mas se começo a emagrecer, qual a primeira parte do corpo que sinto diminuir? Sim, os próprios. Aliás, peitos e canelas, para ser bem sincera! Agora me diz: quem é que perde peso querendo emagrecer nas canelas???

Aff, se fosse foda era bom!