sábado, 16 de fevereiro de 2008

Pânico no elevador

Quem já andou no elevador do meu prédio sabe o quanto aquilo é tenebroso. E eu, claustrofóbica como sou, subo sempre os dois lances de escadas até ao meu apartamento.

Até que um dia um vizinho meu me viu chegando e segurou a porta do elevador para mim. E eu disse:
- Pode deixar, eu vou de escada.

E ele perguntou:
- Mas isso é só para não ir comigo?

Eu nem conhecia o cara. Nunca o tinha visto mais gordo. Portanto, não. Eu não tinha nada contra ele. Não TINHA.
- Eu é que não gosto desse elevador.
- Ah, mas não tem problema não. Sobe aí.

Pronto, antes que a conversa se alongasse e se tornasse num diálogo metafísico sobre a minha claustrofobia e o pânico que este elevador me causa, entrei naquela porcaria e apertei o 1.

- Você mora no 1 gata?

Ihhh.... Chamou de gata! Não sua besta, eu é que ia apertar todos os botões mas você estragou meu plano maléfico.

- Parece, né?
- Eu moro no 2.
- Ahn...
- Pertinho, né?

Como assim pertinho? Nós moramos no mesmo prédio! Qualquer apartamento é pertinho do meu.

Felizmente o elevador chegou. Abri a porta, disse boa noite e saí. Ele não deixou a porta fechar. Botou a carinha de fora e disse:
- Mas você já mora aqui há muito tempo? É que eu nunca te vi.

Tem horas que eu queria ser mais desumana, sabiam?

- Não, mudei há pouco tempo.

Foi aí que eu percebi que o corpo todo dele já estava fora do elevador. E que ele não iria descansar enquanto não soubesse o meu apartamento.

- Você tem orkut?

Ahn?? Que coisa mais non sense é essa? E eu lá quero esse cara fuçando a minha vida?

- Não, não entendo nada de internet, sabe?

Aí eu vi que tinha que atacar. O pentelho não ia me deixar em paz.

- Mas olha, faz assim: me liga um dia desses e a gente combina qualquer coisa.
- Mas eu não tenho o teu telefone.

E eu avancei para o elevador, quase que empurrei ele para dentro, apertei o 2 e disse:

- Me liga para a gente sair, tá? Mas não esquece. Vou ficar esperando.

Fechei a porta e fiz a dancinha da vitória. Corri para o meu apartamento, não fosse ele regressar ao primeiro andar. E da próxima vez que a gente se encontrar, podem ter a certeza que eu vou reclamar por ele não ter ligado e reavaliar a nossa relação.

9 comentários:

Bruno R.Ramos disse...

É do instinto o medo, pelo menos do elevador...E pensar que estamos nas mãos de uma máquina. Assista o filme "O elevador". É excelente!

Mlle.Lilith disse...

Mala sem alça,é o nome pra isso.Quando encontrar com ele na próxima vez vai com ele até o 2º fazendo um barraco por ele não ter te ligado.

hahahahaha

Gostei daqui,gata!
=P


;*

THIAGO PAULO disse...

o cara chato.. não se tocou que vc não estava afim de papo! As vezes aparece uns seres como ele..mala!
gostei do blog.. parabéns..

ate..

Dom Filipão disse...

tem cada louco
huahua
tudo pra puxar um assunto, vai logo no orkut, que mala!
huhuaaaa
bom transferencia do real pro escrito.=D

Conrado van der Woodsen disse...

iuahiuahau que engraçado velho, vc é cruel eihn, ainda vai pergunta pq ele nao te ligou hahah, isso ae o/ ta certinha

Maria disse...

Adorei seu blog! E o nome é bem parecido com o meu :)

Vou voltar mais!
beijos
www.outroblogdamary.com

Lucas disse...

eita
heheheh
altas histórias
=D

Larissa Bohnenberger disse...

Rssss!
Ninguém merece!
Agora eu entendo o porquê do seu pânico de elevador.
Bjs!

Leonardo disse...

Puxa você é cruel hein! rsrs Agora que não vai querer andar de elevador mesmo... :D

Abraço.


http://leoribeirosilva.blogspot.com/