terça-feira, 22 de abril de 2008

Na mesma estrada

Eu faria tudo de novo.
Igualzinho.
Tropeçaria nas mesmas pedras e cairia nos mesmos buracos.
Apesar de arrependida, cometeria os mesmos erros.
Agiria da mesma forma estúpida.
Afinal, é isso que eu sou.
Sou os meus erros e meus acertos.
E não aceito ser de outra maneira.

6 comentários:

Marcos Costa Melo disse...

Oi, indiquei seu blog para um selo, passa lá no Euforia Melancólica e pega.


abraços

Lks. Magal disse...

Psssando aki pra avisar d novo... tem um selo pra vc lá no meu blog, ok?

Abraço e até...

iA! acosta disse...

reelamentee! somos a soma dos defeitos q podemos aceitar e das qualidades q somos capazes de enchergar! somos literalmente resultado dos acertos e erros! ;x

Sou como você me vê... Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como você me vê passar. disse...

Oi Ana,

Isso mostra o quanto você está satisfeita com você mesma! Não querer mudar nada em você, hoje se traduz na frase "me aceito como sou". Isso é muito bom e muito raro! Em geral as pessoas sempre estão insatisfeitas com algo em si... Eu mesma tenho alguns fantasminhas. Acho que algumas pedras poderiam ter sido menores ou eu poderia tê-las desviado. Não seria exatamente o que sou hoje, mas quem sabe não seria melhor (ou pior!!). Bom, em alguma coisa seria diferente... Tambpem não sei se estaria satisfeita... Ihh!! Isso é assunto para terapia kkkkk.

Se bem que um blog não deixa de ser uma, não é?? rs

Bjo, Patrycia
acendedordelampadas.blogspot.com

MaxReinert disse...

ahhhhhhh... que ódio!!! Vc escreveu primeiro isso.... vou copiar de novo!!! Bem feito!!!!!

Dedinhos Nervosos disse...

Na verdade eu pularia um ou dois buracos, se pudesse voltar no tempo. Meus joelhos não conseguem cicatrizar.